18 de jul de 2008

Complexo Turístico - Etiópia

































.
O empreendimento Ghion Grand Resort está localizado em Addis Ababa, capital e maior cidade da Etiópia, com uma população estimada de 2.973.000 habitantes (dados de 1 de julho de 2006). Sendo uma cidade multi-cultural, contém até 80 nacionalidades e línguas diferentes, como também comunidades Cristãs, Muçulmanas e Judias. Situa-se no centro da Etiópia a uma altitude de aproximada de 2440 metros.O terreno do conjunto se situa em uma área estratégica, com limites consideráveis, aumentando sua importância:
• ao norte, o moderno Palácio do Jubileu (Jubilee Palace), que foi terminado para comemorar o jubileu de prata da coroação do Imperador Cristão Etíope Haile Selassie I (ou Tafari Makonnen; ou ainda Ras Tafari), governante do país de 1930 até sua morte, em 1975. O local é sede de uma coleção de animais selvagens indígenos raros;• ao sul encontra-se a Praça Meskel ou Praça da Santa Cruz (Meskel Square). Aqui é celebrada a festa de mesmo nome, onde se é erguido um enorme montante de plantas e troncos coberto de flores amarelas, encimada por uma enorme cruz; • a leste, com acesso através da Avenida Menelik II (que também acessa o Jubilee Palace), se localiza a sede da Comissão Econômica da ONU para a África, braço regional da ONU no continente que apóia o desenvolvimento econômico e social dos seus 53 países membros, fomenta a integração regional e promove a cooperação internacional para o desenvolvimento africano;• a oeste, a Avenida Ras Desta Damtew e o Addis Ababa Stadium completam a localização do complexo.
O projeto do complexo turístico, incorporando um elemento icônico de parque temático como a peça central do desenvolvimento, consta de um hotel, um shopping center, três torres residenciais, um resort e um parque aquático.
.
WATER PARK
• O Parque Aquático é um ambiente imersivo composto por um complexo de piscinas e cascatas, jump platforms e “tobogãs”, envolvida por elevações rochosas e uma abundante vegetação, que remetem a uma área o mais natural possível.
• Trata-se de uma área fechada onde é permitido apenas o tráfego de pedestres.• Foi concebido com uma forte integração com o Resort proporcionando ao hóspede uma experiência singular que se inicia partir do tráfego criado pelas pontes suspensas de ligação com o Parque.
• Este equipamento foi planejado para proporcionar o máximo de diversão e entretenimento aos usuários através de áreas destinadas às atividades aquáticas, gastronômicas e comerciais.
• Uma cascata com quinze metros de altura é a atração principal que se prolonga por um rio artificial e desemboca numa enorme piscina.
• O Parque Aquático será uma das âncoras para o projeto, com a localização e configuração definida pela inter-relação entre as atrações, sua instalação em si tornar-se-á um ícone agregando valor para todo o Complexo, principalmente para o Resort.
• Os hóspedes ao ingressarem no Complexo através do acesso do Parque irão transpor um grandioso portal temático em rota para o Resort, Hotéis e Shopping Mall,
• O Parque Aquático será composto por uma mistura de diversas atrações, amenidades e componentes temáticas destinadas a melhorar a experiência dos hóspedes e complementar as atrações. A inclusão de restaurant, snack bars and store, irá incrementar os atrativos do parque.
• O Parque Aquático será um destino onde toda a família vai poder entrar, divertir-se bastante, almoçar, lanchar, tomar uns drinks e fazer compras.
..
RESORT
• Composto de três generosos espaços, o Resort abriga um setor dedicado a hospedagem, convenções, administração e serviços; área de lazer, composta de piscinas, bares, quadras esportivas, piscinas, decks, bares, fitness club, passeios e espaços ajardinados; e a área de chalés, distribuídas ao logo de piscinas com desenhos orgânicos e em meio a uma vasta área verde.
• O Resort é concebidos como um ambiente temático e imersivo coerente com o enredo para o Reino de Sheba Resort.
• A partir de todos os quartos do hotel pode-se vislumbrar a paisagem do resort, a arquitetura exótica, os densos jardins e as áreas públicas e de piscina.
• Os chalets implantados a leste foram banhados por sinuosas piscinas e distribuídos em níveis decrescentes de forma a liberar as visuais da porção mais baixa do terreno. Distribuídos com o maior afastamento possível entre as edificações, de modo que os espaços gerados entre os mesmos possam ser generosos e amplamente ajardinados.
• Além disso, esta área é privilegiada pela presença do lago do complexo, o que possibilita um espaço de contemplação e relação com a natureza, característica marcante dos resorts.
• O Resort possui uma forte proximidade com o Shopping Mall e o Parque Aquático, formando junto com estes um núcleo central de interesse e desenvolvimento do Complexo.
• O Shopping Mall reúne atividades de comércio, serviço e entretenimento que proporcionará toda a comodidade e conforto para os hóspedes do Resort e o mínimo de deslocamento.
• Os hóspedes terão inigualável acesso às atrações, amenidades e conveniências em oferta no Complexo ao mesmo tempo em que serão fornecidas todas as comodidades esperadas de um recreativo resort hotel neste contexto.
• A interconexão entre os empreendimentos adjacentes serão usados para garantir um ambiente coeso dentro das limitações inerentes a cada componente. • Suplementarmente o hotel desfrutará de um excelente serviço de restaurante, entretenimento noturno, praças abertas, além de instalações dedicadas a eventos, convenções e conferências.
• A natureza do Resort e a articulação deste com todo o Complexo irá garantir que os hóspedes tenham à sua disposição todos os requisitos para uma agradável estada sem ter de sair do perímetro da propriedade.
.
SHOPPING MALL
• O Shopping Mall situado na porção central do Complexo Arquitetônico organiza todos os setores do empreendimento em torno de si, e interliga os demais componentes através das vias de acesso e das áreas de estacionamento.
• O conjunto arquitetônico envolve também duas torres do hotel boutique totalmente integradas e conectadas através do lobby localizado no hall de acesso principal do Shopping.
• O partido arquitetônico escalonado em patamares ajardinados está impregnado de referências temáticas a cultura local no que se refere aos materiais empregados e a forma do edifício, conformando uma coesão formal com os demais equipamentos do empreendimento.
• Dotado de um variado mix de comércio e serviços, o shopping abrigará desde pequenas lojas até grandes magazines, além de serviços bancários, área para jogos, cinema, praça da alimentação, bares e cafés.
• A Proximidade com o Resort e o Hotel Boutique conferem extrema facilidade de acesso, conforto e conveniência para os hóspedes.
.
HOTEL BOUTIQUE
• O Hotel Boutique está encravado acima do Shopping Mall e totalmente integrado ao mesmo. Adjacente ao hall de acesso principal do shopping localiza-se a área do lobby do hotel e a administração, enquanto que no pavimento de estacionamento encontra-se as áreas de apoio e serviços.
• Composto por duas torres interligadas pela circulação vertical e escalonadas através de pátios ajardinados.
• Logo acima do último pavimento do shopping foi locada a área de lazer e gastronômica do hotel. Deste modo é possível descortinar os jardins e a área de bares acima do shopping, assim como uma visão panorâmica privilegiada de todo o Complexo Arquitetônico.
• Cada uma das torres do hotel permite uma percepção peculiar e diversificada do Complexo. Enquanto que da torre oeste é possível contemplar principalmente toda a área do Parque Aquático, da torre leste vislumbra-se o Residencial e o Resort.
.
RESIDENCIAL
• O Setor Residencial está situado a sudeste entre o Shopping Mall a oeste e o Resort ao norte. Composto por três torres, com 35, 40 e 45 pavimentos de apartamentos, conectados por praças intermediárias repleta de jardins, deques, espelhos d’água, playgrounds e piscina.
• O acesso social definido por uma grande casca de vidro se dá através de um lobby com pé-direito duplo e está diretamente ligado ao Shopping mall através de uma passarela em concreto de onde o visitante visualizar a exuberante paisagem circundante e a área de lazer e os chalets do Resort.
.
ESPAÇOS / ESTRADAS / ESTACIONAMENTO / SERVIÇOS
• O arranjo espacial interno foi definido de modo a proporcionar um layout racional, porém com nuances espontâneos, intuitivos e fortes elementos visuais que organizassem a percepção geral dos componentes dentro do Complexo de forma a permitir que os usuários pudessem orientar-se por si próprios.
• O acesso ao empreendimento se dá através de três portais temáticos que delineiam e emolduram o fluxo de pessoas e veículos ao interior do Complexo Arquitetônico.
• O Setor Residencial possui acesso exclusivo, porém com ligação ao Shopping Mall e a partir deste as demais dependências do Complexo.
• As áreas de estacionamento, exclusive a do Setor Residencial, foram locadas na interseção entre o Parque Aquático, o Resort e o Shopping Mall / Hotel Boutique. Para liberar o máximo de espaço para as principais edificações do Complexo a maior parte do estacionamento, assim como o setor de apoio e serviços ficaram ocultos num nível abaixo da área do Shopping.
.
.
.
Ficha técnica
.
Arquitetura: Oliveira Júnior, Eduardo Dantas, Manoel Farias & Ricardo Vidal
Colaboradores: Bruno Atayde, Rafaella Queiroga, Rodrigo Viana & Silvana Chaves
Consultor: Leonardo Tavares
Tradução: Lara Esmeraldo, Manoel Farias & Mario Lyra.
Contratante: Riva Digital
Local: Adis Ababa, Etiópia, África
Projeto: 2008
Área doTerreno: 137.439m²
Apresentação e Imagens: Riva Digital

4 comentários:

  1. A cada dia me orgulho mais de ter aprendido com uma profissional tao bem qualificado.Parabéns...

    ResponderExcluir
  2. Projeto marcante...de muito bom gosto...diversos usos que se relacionam perfeitamente nessa bela arquitetura...só tenho que parabenizar!

    ResponderExcluir
  3. de um lado o conforto e a alegria de moradores e turistas...do outro, fome miseria , dor e desesperos de seres humanos abandonados e despresados....

    ResponderExcluir
  4. No Brasil não é muito diferente. Como cidadãos temos o dever de lutar dia a dia para minimizar o abismo que existe entre ricos e pobres. Como arquitetos e urbanistas o nosso papel é mediar um dialogo com os agentes públicos e privados com o intuito de promover a criação de espaços que minimizem os impactos urbanos, socioeconomicos, culturais e ambientais sobre as cidades.

    ResponderExcluir